,

Como perder gordura localizada na região da barriga


27 • 08 • 2018
por Equipe Pink Fit

Olá meninas, tudo bem?

Devemos pensar que para perder barriga será necessário muito empenho e disciplina, pois nosso corpo demora um tempo para acumular gordura abdominal e que também o resultado não virá do dia para a noite. O segredo para uma barriga perfeita, mais uma vez é, fazer exercício físico regular e em paralelo uma educação alimentar.

O nosso corpo não entende que ao fazer um exercício físico para aquela região específica, signifique que você estará perdendo gordura para aquele local. Por isso, tenham cuidado, pois os abdominais em excesso podem machucar sua coluna, feito de maneira errada podem causar hérnia de disco, piora na diástase e compensações desnecessárias principalmente na região cervical.

Procure orientação de um profissional da atividade física para identificar os melhores exercícios para fortalecimento da região abdominal, conhecida como “Core”. Esta região deve ser sempre estimulado através de exercícios estabilizadores que além de fortalecer seu abdômen, melhoram sua postura.

Ter uma postura adequada é muito importante para se ter um abdômen perfeito. Além de concentrar nossa força no abdômen para não sobrecarregar outras regiões desnecessariamente, causando dores e possíveis lesões. Pessoas com melhores ativações musculares da região do Core, realizam de modo muito mais efetivo exercícios combinados com membros superiores e inferiores. E, são justamente estes exercícios que trazem um maior gasto calórico e diminuem as reservas de gordura da região do abdômen. Por serem mais completos, fazem com que você perca mais calorias, tirando o estoque de gordura do seu corpo. Assim você emagrecerá como um todo e, consequentemente, terá um abdômen menor, tanto por reduzir gordura subcutânea, como a gordura visceral, que é a grande vilã para sua saúde.

A Pink Fit Training está aqui para te ajudar a conquistar a barriga sarada que você tanto sonhou com segurança e dentro de todos parâmetros biomecânicos para exercícios mais eficientes com alto gasto calórico.

Nossa equipe @pinkfittraining está pronta para te ajudar a deixar seu corpo como você gosta.

Contem conosco!

Beijos

Equipe Pink Fit

Contato @pinkfittraining | www.pinkfit.com.br | contato@pinkfit.com.br| Tel.: (11) 98274-3422

,

Segundo trimestre da gestação (de 13 a 28 semanas)


19 • 06 • 2018
por Equipe Pink Fit

Oi meninas, tudo bem?

Dando continuidade à coluna de 16 de abril que abordava o primeiro trimestre da gestação e atividade física, hoje falaremos um pouco sobre o segundo trimestre da gestação, conhecida por muitos como a fase de lua de mel da gravidez. Chamada assim, porque geralmente os enjoos já cessaram, a barriga de grávida está bem aparente – comparado ao semestre anterior -, você tem mais disposição e, no finalzinho desse semestre, o bebê começa a se mexer e interagir mais com as mamães.

Porém, nem tudo nessa fase são flores. Há um retardamento gástrico pelo relaxamento da musculatura do trato intestinal que causa azia e diminui as secreções gástricas e evacuação. Além disso, os seios ficam mais sensíveis e a pele pode ficar hiperpigmentada, causando escurecimento de auréolas e melasmas faciais.

Devido ao aumento do tamanho da barriga, do bebê e do peso, tanto a postura quanto o equilíbrio ficam comprometidos. Assim, os exercícios mais trabalhados são aqueles que dão ênfase no fortalecimento do assoalho pélvico, abdômen (principalmente o transverso abdominal), paravertebrais e glúteos associados a correção postural.

Durante os exercícios, não é indicado fazer exercícios em decúbito ventral (barriga para baixo), por causa do desconforto, nem exercícios em decúbito dorsal (barriga para cima) por mais de quatro minutos. Se necessário, poderá ser utilizado um suporte para elevação de tronco, sempre tomando cuidado com a compressão da veia cava.

Como dito anteriormente, locais instáveis e com altitude devem ser evitados, pois há mudanças no equilíbrio da gestante. Por isso, recomenda-se mudar de posição de forma mais lenta e segura.

Sem falar, na maior exigência cardiorrespiratória. O coração precisa trabalhar duas vezes mais para bombear mais de seis litros por minuto, com aporte sanguíneo 50% maior para o úteros e 25% maior para os rins. Por isso, recomenda-se realizar exercícios cardiovasculares e de força, mas que estejam dentro de uma frequência cardíaca segura, ou seja, em torno de 140 batimentos por minutos.

Outro ponto importante para se ressaltar são os exercícios de abdominais, que em alguns casos, não se realiza flexões torácicas por conta do aumento de diástase que atinge duas a cada três gestantes.

Por todas estas restrições, o melhor é você treinar com um profissional de educação física que entenda de treinamento físico para gestante. Nós, da Pink Fit Training, queremos que você tenha o máximo dos benefícios do exercício físico com total segurança, para que você passe da melhor foma por esta fase tão maravilhosa pra você e seu bebê.

Beijos

Equipe Pink Fit

Contato @pinkfittraining | www.pinkfit.com.br | contato@pinkfit.com.br| Tel.: (11) 98274-3422

,

Você sabe o que é sororidade?


09 • 04 • 2018
por Janaína Leão

Oi meninas, tudo bem?

Quem sabe o que é sororidade?

Você concorda que existem mulheres incríveis, competentes, ousadas comprometidas, fortes, independentes,  amáveis, companheiras, altruístas e que podem ajudar outras tantas mulheres que por muitos motivos se sentem enfraquecidas, dependentes e sem voz? As mulheres precisam, a cada dia, desmitificar a ideia de que são adversarias e concorrentes. Precisam atualizar o seu modelo mental e entender que mulheres precisam de união, laços afetivos, respeito na diversidade, trocas e ajuda mútua. Aquela mulher admirável também tem suas dificuldades e outras mulheres poderiam ajudá-la.

Você já parou para pensar por que você fala mal, julga ou menospreza outras mulheres?

Num mundo com quase 8 bilhões de pessoas, não podemos exigir que todas gostem apenas do azul, frequentem determinados lugares, tenham um único estilo, a mesma opinião, postura e comportamento. Cada pessoa é única, nasceu em uma cultura e dentro de um contexto familiar. Mesmo aquelas que têm uma mesma cultura e ambiente familiar têm formas de se relacionar e comportamentos diferentes; afinal, cada uma sente, percebe e enxerga situações de um jeito. Até a genética  contribui com a maneira como as pessoas se portam.

Assim, caso haja diferenças de entendimento entre você e outra pessoa, sobre qualquer assunto, é mais coerente, em vez de julgar, entender que ela possui uma forma de pensar com a qual você tem o direito de não concordar, mas não de julgar.

O que tem a ver sororidade com essa conversa? A palavra vem do latim “sóror”, e significa “irmãs”. Sororidade quer dizer criar união fraterna, olhar e comportamento amigável, solidário entre as mulheres. Reúne força e ajuda mútua e envolve também dimensões éticas e políticas, luta por espaços já valorizados, sem distinção de gênero.

Sororidade é ter empatia e oferecer acolhimento, em vez de julgar ou discriminar mulheres amigas, mães, conhecidas, colegas de trabalho. Sororidade é entender que, mesmo discordando de alguma coisa, você não tem o direito de criar intriga, menosprezar ou até mesmo excluir mulheres.

Nós nos vinculamos uns com os outros por meio de olhar, tom de voz, postura, interesses em comum, mesmas formas de ver, fazer e sentir a vida. Aproximamo-nos por semelhança, independentemente de ela ser positiva ou negativa. A conexão aumenta na medida em que trocamos não só informações/fatos, mas principalmente sentimentos. Temos a capacidade de nos ligar a muitas pessoas, porém não temos a capacidade de fazer isso com todas. Exatamente por isso é necessário respeitar aquilo que é diferente de nós e que foge do nosso entendimento.

Isso tudo me fez lembrar uma amiga que fez doutorado nos EUA e estava numa região atendendo homens refugiados. Ela, muito bonita, com sorriso impecável, ouvia de todos os homens: “nossa como você é estranha, você é muito estranha. Minha mulher que é linda e forte.” Um dia ela conheceu essas mulheres e a beleza delas consistia em ter os dois dentes superiores distantes – quanto mais distantes os dentes, mais linda a mulher. Cada pessoa tem o seu padrão e forma de ver a vida. Cada cultura é única. Cada tradição tem história, sentimento; e por isso deve ser aceita e respeitada.

Quando julgamos, usamos nosso juízo de valor e ele só serve para cada um de nós. Esse comportamento nos emburrece, além de nos fazer perder tempo com a história que é do outro. Quando cometemos julgamentos desrespeitosos, na maioria das vezes, estamos falando de nós mesmos, de. nossos desejos, fantasias etc.

É por isso que precisamos ter empatia, colocar-nos no lugar do outro, entender  sua sensação ou emoção. Tentar ao menos compreender os motivos que levam alguém a agir de maneira “x” ou “y” nos aproxima, inclusive, da nossa realidade e da nossa imperfeição.

Mulheres, juntas somos mais fortes, capazes e podemos criar espaços para trocas, experiências, convivências… Juntas podemos somar ao invés de subtrair. Juntas somamos e agregamos. Juntas somos mais. A pluralidade é mais forte, intensa e transformadora.

Seja um mulher que agrega e incentiva outras mulheres – não apenas as suas amigas. Você já pensou em quantas mulheres poderia ajudar com suas experiências. Quantas mulheres não têm a mesma oportunidade que você?

Assim, faço um convite: vamos nos unir e agir! Se você quiser saber mais sobre os planos que estou fazendo para nós, mulheres,, envie um e-mail para janaina@janainaleao.com.br e juntas vamos fazer algo muito bacana acontecer.

Bjs e boa semana a todas!

Janaína Leão: Psicóloga e Coach

@psicologa_coach   |    janaina@janainaleao.com.br     |    www.janainaleao.com.br

página 1 de 2