,

Cada Um No Seu Quadrado | Organizando O Banheiro


19 • 03 • 2018
por Carol Rosa

Olá, pessoal, tudo bem?

O tema que escolhi para a coluna deste mês é aquele lugar da casa onde a gente sempre tem um monte de coisa guardada, dezenas de produtos, várias miudezas e, por isso, é muito fácil ficar desorganizado. Já sabe qual é? Quem pensou no “banheiro” acertou!

Sabe aquele produto que você não usa com frequência, mas quando mais precisa não encontra? Prometo que com essas dicas você nunca mais vai passar por esse aperto. Vamos começar?

Primeiro selecione aqueles itens que você usa diariamente. Depois acomode em uma bandeja pequena e bem bonita na pia. Deixe ali cremes, loção de barbear, demaquilante, perfume, hidratante. Não vale só juntá-los e colocá-los em um canto. Sem a bandeja ficará um ar de desorganização. Isso sem contar a falta de praticidade na hora de limpar a pia. Já pensou ter que tirar produto a produto? Também não funciona tentar mantê-los guardados. Imagine ter que pegar no armário cada item quando for usá-lo e ainda devolver depois… Acredite, na correria, você vai acabar esquecendo sobre a pia.

O próximo passo é cuidar dos produtos que ficam – aí sim – nos armários. São os que você não usa sempre. Separe-os por categorias: corpo, cabelo, rosto, higiene pessoal… Coloque cada categoria em um cesto. Isso ajuda a visualizar tudo o que você tem e a quantidade exata de cada item. Assim, fica fácil saber quando é hora de reabastecer o estoque. Nesse sentido, aliás, tenho outra dica, que é deixar o estoque da casa inteira armazenado junto (e não um pouquinho no banheiro de cada um). Assim, os pais visualizam quando está acabando a pasta de dente dos filhos também, por exemplo.

Para quem mantém remédios no banheiro, a sugestão é separá-los em dois cestos: em um ficam produtos de curativo e no outro só medicamentos. ATENÇÃO: Eles dever ser mantidos longe de locais úmidos e, principalmente, do alcance das crianças, ok?

Os produtos maiores, como secador e chapinha, devem ser acomodados em um armário. As gavetas devem ser usadas para miudezas, como produtos de higiene bucal, cortador de unha, alicate, pinça, grampo. Para não misturar, basta usar divisórias. E separar, novamente, em categorias.

Um truque que eu gosto muito, de uma forma geral, é etiquetar cada cesto (ou caixa, gaveta, enfim…). Fica muito mais fácil encontrar tudo o que você procura! Sim, eu sou a louca das etiquetas, mas é que isso facilita demais o dia a dia. Experimente e prometo que você não vai se arrepender.

Ah, e para quem estranhou que não falei de organização de maquiagem aqui, aproveito para lembrar que tem um post exclusivo sobre isso! Não viu? Aqui o link:  Confira!

Beijos,

Carol Rosa/ Personal Organizer

carol@carolrosa.com.br

11 98899 9270 | 11 96060 6056

www.carolrosa.com.br

,

Closet Masculino | A Vez Deles


26 • 02 • 2018
por Carol Rosa

Olá, gente!

Passado o Carnaval, chegamos aquela época do ano que não tem jeito…tem que engatar e fazer o ano de fato começar. E nada melhor do que este período para colocar as coisas em ordem. Tentou fazer em dezembro, antes de entrar em 2018, mas não conseguiu? Agora é a hora! E como já falei aqui da organização do closet feminino, hoje o papo é para os homens.

Se antes muita gente julgava ser mais fácil arrumar o lado masculino do guarda-roupa, a verdade é que a situação mudou. Mais vaidosos e ligados à moda, hoje em dia já tem muito homem por aí com um closet cheio de detalhes e que exige cuidados especiais.

Por isso, vou passar algumas dicas para ajudar a manter tudo em ordem e deixar menos caótica a correria do dia a dia. É o que eu sempre digo: a organização ajuda sim. Mas não basta manter tudo em ordem, tem que ter uma lógica.

A nossa divisão será feita por peças. Mas, antes de começar, a orientação é a mesma que para qualquer outro cômodo da casa: é preciso tirar tudo do guarda-roupa. Essa primeira etapa é superimportante para definir que parte do armário acomodará melhor cada item. Só assim, dá para se ter a noção exata do que tem, quais as peças em maior quantidade e como categorizá-las. A sugestão que eu dou é separar um espaço para as roupas de trabalho e outro para as do dia a dia. Essa divisão, acreditem, ajuda na hora de escolher a roupa para sair de casa. A pessoa não vai ficar procurando onde está a regata de malhar na parte das camisas.

E já que falei delas, vou começar por esse item. Divida as suas camisas entre sociais e casuais. Se usa terno diariamente, separe uma parte só para as camisas sociais e organize-as por cor: do branco para o mais escuro. Se tiver camisas com abotoaduras, faça ainda uma subdivisão e deixe-as todas juntas numa parte da arara. As de manga longa também devem ficar separadas das de manga curta. Como muitos homens gostam de usar uma camiseta branca debaixo das camisas, a dica é separá-las das coloridas. Elas podem ser organizadas em gavetas ou prateleiras. No primeiro caso, dobre-as no formato padrão e depois ao meio. Organize-as como uma escadinha: colocando-as atrás uma da outra e não embaixo. Já na segunda opção, faça pilhas de camisetas dobradas. Uma só de brancas e outra de coloridas. Aqui, mais uma vez, da mais clara para a mais escura.

Quando pensamos nas calças e bermudas, o raciocínio é o mesmo. Vamos separar por cor. Na hora de colocar no cabide, lembre-se que a dobra da calça deve ser sempre no cavalo. Evite cabides muito finos porque eles acabam marcando a peça. No caso das bermudas, também dê preferência para deixá-las penduradas. Use cabides com pregadores. Se não houver espaço no varão, coloque em prateleiras dobradas ao meio com a parte das pernas esticada.

Na hora de organizar as meias, é bom lembrar que os homens costumam ter mais pares do que as mulheres. Será necessário aqui um espaço maior do que o dado a esse setor no lado feminino. Para otimizar o espaço das gavetas e deixá-las todas em ordem, use as colmeias. Dobre as meias e acomode cada uma em um compartimento. Separe também as de ginástica das sociais.

Já os pares de sapatos podem ser acomodados um ao lado do outro, um na frente do outro ou um para frente e outro para trás. Mantendo uma padronização, é possível ganhar espaço para até um par a mais no sapateiro. Para os calçados sociais, a recomendação é usar suporte (tem de plástico, de madeira…) para lacear ou manter o formato, tirando as marcas de dedos.

Por último, mas não menos importante, destaco aqui os acessórios. Pouca gente dá importância na hora de guardar cintos e gravatas. Mas organizá-los de forma adequada preserva a peça por mais tempo. Aqui uma dica que sei que vai desagradar muita gente, mas é importante: nunca deixe a gravata com o nó pronto. Isso acaba marcando e estragando a fibra do tecido. Se tiver espaço no guarda-roupa, deixe-as em cabides próprios para gravatas ou coloque um pequeno varão na porta do armário para pendurá-las. O importante é mantê-las esticadas. Já se o espaço não for suficiente, a dica é organizá-las em rolinhos. Você pode guardá-las em caixas organizadoras ou reservar uma gaveta só para isso. A mesma tática funciona para o cinto. Se não houver espaço ou suporte para os cintos no closet, também recorra aos rolinhos. Mas atenção: nunca enrole cintos e gravatas muito apertados. Os rolinhos devem ser mais frouxos, para não marcar e nem estragar as peças.

 

Eu sei que parece muita coisa, mas depois de organizado fica tudo tão mais prático que você nem lembra do trabalho que deu para se chegar ao resultado final! Garanto… mãos à obra!

Beijos,

Carol Rosa/ Personal Organizer

carol@carolrosa.com.br

11 98899 9270 | 11 96060 6056

www.carolrosa.com.br

,

Lá vem o verão | Organizando as roupas de ginástica para manter corpo em forma


11 • 11 • 2017
por Carol Rosa

Olá, gente!

O verão se aproxima e aposto que todo mundo já está focado na academia! Por isso, as dicas deste mês são justamente para ajudar na organização das roupas de ginástica. Blusa, legging, short, top, tênis, polaina, regata, macacão… Hoje em dia tem de tudo de várias cores, modelos e marcas. O “boom” da geração saúde e a busca por uma vida sem sedentarismo deu um novo status à moda fitness. Se antes as roupas de ginástica ocupavam pouco ou nenhum espaço nos armários, agora ganharam destaque no closet.

Por serem de tecidos e modelagens diferentes, as peças merecem atenção especial na hora de arrumar o guarda-roupa. As camisetas costumam ser mais molinhas, difíceis de formar uma pilha. Quem tenta, acaba deixando o espaço com aquele aspecto de desarrumado. Mas calma, há sempre uma solução!

Para quem tem gaveta de sobra no armário, separe uma só para as peças de malhar. Uma dica: as camisetas de algodão, do dia a dia, podem ser colocadas nas prateleiras por causa do tecido um pouco mais grosso. E, assim, abrir lugar no gaveteiro para as de ginástica. Na hora de guardar as blusas e regatas, a sugestão é dobrar como uma camiseta normal: mangas para dentro e depois ao meio. Feito isso, dobre novamente ao meio. Assim, você consegue acomodar uma atrás da outra, como se fosse uma escadinha mesmo.

Se der, vale também colocar as calças e shorts no mesmo espaço. Caso precise separá-los, tente manter tudo perto. Por exemplo: se as camisetas estão de um lado do armário, opte por colocar as calças do mesmo. É mais prático e fácil. As calças, leggings e shorts de academia, se não couberem nas gavetas, podem ser dobrados e empilhados nas prateleiras

Use o espaço que sobrar da gaveta ou um cesto pequeno para guardar os acessórios: relógio de corrida, medidor de batimento cardíaco, luvinha, entre outros usados na hora da malhação.

Falando em cesto, pra quem não tem espaço na gaveta, os organizadores – que comentei aqui no post passado – podem ajudar bastante. Cestos e caixas de tecido podem acomodar as roupas de ginástica. As colmeias também auxiliam para separar os tops sem bojo. Já os com bojo devem ser guardados abertos, como os sutiãs: um encaixado atrás do outro. Os demais, podem ser dobrados como se fossem calcinhas: faça um pacotinho e acomode na gaveta ou na colmeia.

Invistam nas colmeias: é mais fácil para higienizar o armário, já que é só retirar a colmeia toda ao invés de peça por peça. Além disso, fica bem visível e ajuda a ganhar espaço, uma vez que as peças não ficam espalhadas!

Para bonés e viseiras, eu sugiro ganchinhos na porta do armário ou na parede, para pendurá-los. Além de ser prático, permite que eles respirem e sequem. Por conta da transpiração, é  sempre melhor deixá-los em local arejado, que evita odores e manchas.

Para os tênis, a recomendação é a mesma que a para os demais calçados: é importantíssimo deixá-los respirar antes de guardar. Depois de se exercitar, coloque na lavanderia ou no quintal e sempre na sombra. Vale passar um pano úmido na sola. Assim, evita odores e aumenta a vida útil do calçado.

Com tudo em ordem, não tem desculpa para fugir da malhação! É bom lembrar que já já vem o verão…

Espero que tenham gostado das dicas. Qualquer dúvida, vocês sabem, podem falar comigo e dar sugestões através do meu Instagram: @carolrosaorganizer.

Beijos. Até a próxima!

Carol Rosa / Personal Organizer

carol@carolrosa.com.br

11 98899 9270 | 11 96060 6056

www.carolrosa.com.br

página 1 de 3