,

Namorar É Química Sem Fórmula


12 • 06 • 2017
por Janaína Leão

Olá meninas!

Namorar por namorar não faz sentido e você já deve ter passado por situação semelhante a essa.

Você também já deve ter percebido que antes de encontrar um(a) namorado(a) você precisa se namorar. Isso inclui cuidar da sua autoestima, buscar o que faz sentido na sua vida, sua independência e segurança pessoal e profissional. De repente você está pensando que isso é ideologia, mas afirmo que não. Quando você está confiante de si e não busca uma pessoa para completar as suas faltas, possivelmente você viverá com muito mais intensidade e maturidade a relação.

Muitos buscam um(a) namorado(a) para saciar vazios que jamais serão amenizados pelo outro a longo prazo. Inclusive, isso pode gerar cobranças excessivas entre os(as) parceiros(as).

O ciclo tradicional de um relacionamento inclui ficar, namorar, noivar e casar. Para aqueles casais que não seguem o padrão tradicional, eles ficam, namoram e em alguns casos viram namoridos, parceiros ou companheiros de vida. Na realidade, a nomenclatura pouco importa e é muito mais uma exigência da sociedade. Independente da fase, o namoro deve perdurar em todas as etapas.

Namorar é conhecer o seu parceiro(a), todavia, um conhecer profundo, que inclui as qualidades, os pontos a melhorar, as manias, o que gosta, o que não tolera, seus objetivos, medos e perspectiva de vida. Envolve conhecer a família, os valores e princípios de vida. Além disso, namorar  também é ceder, aprender e ensinar o outro. Muitas vezes, se faz necessário abrir mão das nossas vontades e adicionar uma programação que é do desejo do outro. Namorar é aceitar programas que não são do seu interesse e sim do outro.  Namorar  também é ter tolerância e flexibilidade para entender que as pessoas são diferentes e estar aberto para aprender sobre e com o outro, mesmo que a atividade não seja do seu interesse.  Namorar é criar uma parceria, respeitar gostos e se aventurar fora da sua zona de conforto.

A cada fase da relação o “namoro” passa por reformulações e isso é natural. A empolgação e a paixão no inicio da relação dão lugar para a segurança e o amor. O amor é algo aprendido ao longo dos anos e também passa por questionamentos – afinal, não existe um formulário com o conceito e o significado.

Manter a chama do namoro acessa requer criatividade e inovação. Antes de você cobrar do outro coisas diferentes, invista você nesse quesito. Geralmente, aprendemos pelo exemplo e no namoro não é diferente. Se vocês estão mais distantes, se beijam raríssimas vezes, transam de vez em quando e apenas dividem a casa e algumas responsabilidades – quem sabe não está na hora de vocês realinharem seus objetivos. Afinal, namorar inclui troca de carinho e beijos que vão além do “selinho”. “Ah! Mas no meu namoro não tem beijo, abraço e estamos distantes!” – Se isso faz sentido para o casal e ambos estão satisfeitos e de comum acordo, ok!

Vale lembrar que não existe uma regra, apenas sabemos que grande parte das pessoas gostam de ganhar carinho e, para isso ocorrer você também precisa dar.

Independente da sua situação, estado civil e entendimento do que é namorar – desejo que você use a criatividade para aproveitar o seu dia da melhor forma possível. (Lembro que quando era adolescente eu e uma amiga passamos o Dia dos Namorados solteiras e foi uma dia muiiiiito bacana – fomos passear numa cidade próxima da que morávamos, compramos um balão de coração e trocamos esses balões nos presenteando. Pati, esse dia foi demais e está registrado em fotos que guardo com muita recordação.)

Usar a criatividade, chamar as amigas(os) ou comemorar com o(a) parceiro(a) é uma forma de curtir esse dia comemorativo e que deve se estender nos 364 ou 365 dias do ano.

Namorar é flertar, é se emaranhar no eu, tu e nós e não criamos “nós” e, sim laço. Namorar é entregar a vida a alguém que lhe proteja e esteja junto a ti, independente da situação. Se for pra namorar, que seja para se entregar nos braços do abraço que preenche e traz paz. Namorar é se doar sem querer nada em troca. É transcender, ir para o infinito e além e aterrissar em segundos. Namorar é amar e se for para amar, que seja único – verdadeiro e que te traga calmaria.

Um feliz dia!

Janaína Leão: Psicóloga e Coach

@psicologa_coach  |    janaina@janainaleao.com.br     |    www.janainaleao.com.br

,

Como Anda A Sua Autoestima?


14 • 03 • 2017
por Luciana Panteleiciuc

Olá meninas, tudo bem?

Quanto você tem se valorizado?

Você se reconhece como uma joia?

Você espera que as pessoas que mal te conhecem te avaliem?

Atenção!

É o julgamento que você faz de si mesma, a apreciação que você tem por você mesma e a sua capacidade de gostar de si e de autovalorizar que faz as pessoas te tratarem bem e te admirarem.

O caminho para se obter uma autoestima positiva é o autoconhecimento. Conhecer seu próprio “Eu” é fundamental. Isso implica em ter ciência de seus aspectos positivos e negativos, sem se julgar!

Você tem que parar com esse “vício” de se depreciar, de “enaltecer” seus defeitos e começar a focar na solução! “Mas Lú, qual é a solução?”

Vou te ajudar te dando um exemplo: vamos supor que você “adora” reclamar que você fala demais e não consegue agir e isso te faz uma mulher frustrada! A primeira coisa é reconhecer que só de enxergar isso em você, já é um privilégio, pois a maioria das pessoas passa pela vida como “zumbis”, sem nem sequer tentar viver a vida na sua plenitude.

Desta forma, se você é leitora da minha coluna e gosta destes textos, já deveria se parabenizar, pois você está comprometida com a sua vida e busca o caminho da solução. CLARO, você que vai dar trabalho, você vai ter que se mexer, fazer algo.

Porém quero te lembrar que nosso cérebro trabalha para economizar energia, é sua função! Isso quer dizer minha querida, que ele vai fazer “de tudo” para você não mudar e não agir!

Assim, voltando para o nosso exemplo, você quer “AGIR” mais na sua vida e não consegue, certo? Por que? Porque seu lindo cérebro não quer gastar energia “pensando” em coisas diferentes dos “seus hábitos” normais, que nada mais é que sua “zona de conforto”.

A boa notícia é que somos seres de hábitos e SEMPRE podemos mudar de hábitos, apenas substituindo-os por hábitos melhores 😊

Então agora que você já sabe que haverá uma “batalha” dos seu velho hábito (pensar demais) X novo hábito (agir), você vai precisar de uma ajudinha extra, por exemplo, buscar ajuda, comprar um livro sobre o assunto, falar com uma amiga, fazer um curso ou fazer Coaching! (envie um e-mail para mim perguntando sobre o meu Programa Exclusivo de Coaching para Mulheres).

Além disso você pode começar a valorizar suas verdadeiras virtudes.

Faça uma lista das coisas boas que você já realizou, das suas qualidades e dos desafios que você já venceu. Então pegue este papel e leia isso todos os dias olhando no espelho. Esse exercício é milagroso e dou para todas as minhas clientes. Ele muda a sua vibe e te faz se sentir mais capaz, corajosa e merecedora de ser feliz e se realizar.

É um diálogo interior, voltar-se para si mesmo, conhecer seu verdadeiro valor, não pelos padrões do mundo, mas unicamente pelo seu mais sincero olhar.

Todas nós temos qualidades e defeitos, mas também a necessidade de se sentir valorizada.

Porém tudo começa quando você se torna capaz de enxergar suas virtudes e valores de dentro para fora, sem que isso esteja vinculado ou associado as suas conquistas ou coisas materiais que você possui.

E se você quiser minha ajuda, pergunte sobre meu Programa Exclusivo de Coaching para Mulheres!

Envie um E-mail para: coachlupante@gmail.com e mencione que você é Leitora do Blog da Lala Rudge e peça mais informações e sobre o presente que tenho para você neste mês da Mulher!

Um beijo

Lú Panteleiciuc

IG: @coachlupante | Fb: Coach Lu Pante | Youtube: Canal LuPanTV 

página 3 de 3