,

Qual a influência da comunicação no amor?


21 • 05 • 2018
por Janaína Leão

Olá meninas, tudo bem?
Ainda no clima do casamento Real, hoje vamos conversar sobre um assunto lindo, leve, envolvente e transformador: amor. Falaremos também sobre paixão. Você sabe o que a paixão tem a ver com o amor? Venha ler para descobrir e se envolver.

Justificar que todo relacionamento tem dificuldade, de certa forma é colocar os problemas embaixo do tapete e esperar que eles se resolvam magicamente. É fato: não existem relacionamentos perfeitos. Porém, você pode construir uma relação de complementariedade, parceria, troca, acolhimento e admiração.  Para isso, entender a diferença entre paixão e amor é importante.

Apaixonar-se é fácil, da mesma forma que viver uma paixão. Quando estamos imbuídos desse sentimento, tudo é maravilhoso, perfeito, incluindo o(a) parceiro(a). Isso acontece porque a paixão nos faz perceber o outro de forma idealizada, ou seja, olhamos e criamos uma pessoa que pode, inclusive, nem sequer existir. Viver uma paixão é empolgante e desgastante ao mesmo tempo: os pensamentos obsessivos referentes à pessoa ficam quase 24h na nossa cabeça; idolatramos, criamos histórias, cenários que podem ser fantasiosos.

A paixão é maravilhosa porque libera dopamina na corrente sanguínea, o que nos proporciona prazer. Antigamente, acreditava-se que a paixão podia durar por 6 a 9 meses; atualmente, existem estudos que falam em até 3 anos. Também podemos nos apaixonar várias vezes pela mesma pessoa – a duração nesses casos é menor, assim como a intensidade. A paixão é fugaz, intensa, muitas vezes inconsequente – às vezes sabemos que estamos fazendo algo errado, mas não conseguimos mudar nosso comportamento.

o amor é construído e depende de fatores pessoais. Quem ensinou você a amar? Sim, nós aprendemos a amar. Quando somos crianças, aprendemos pela via do exemplo; então a forma como os pais, avós, tios se tratavam e demonstravam o amor fala muito do como amamos e, principalmente, sobre como aprendemos a amar.

A maior parte dessa educação é absorvida até os 7 anos. Se você presenciou histórias de enganações, mentiras, falta de transparência, dificuldade de falar dos seus sentimentos, punições, agressões verbais, físicas e etc., existe uma grande probabilidade de você manifestar esses comportamentos de forma inconsciente. Veja bem, os itens listados acima falam mais de como não amar e não expor os sentimentos do que amar e compartilhar o que se sente. Muito antes de você ter seu primeiro relacionamento, você já foi treinado e de certa forma condicionado a construir uma relação de um determinado jeito.

Infelizmente, existem muitas crenças irracionais em relação a amar, a construir uma relação e a viver uma conjugalidade. Não há um conceito único sobre o amor, porque cada pessoa tem uma leitura e uma forma de amar. O sentimento é lindo, traz acolhimento, senso de pertencimento, segurança, cuidado, admiração, apoio, respeito e, principalmente, fornece espaço para o outro ser quem ele é.

Acredito que a comunicação é a principal responsável para ampliar o vínculo, o amor e a conjugalidade. Converse com seu/sua parceiro(a) de forma aberta, verdadeira, contando sobre você, seus sentimentos, desejos, objetivos, gostos e etc. Para que isso ocorra, é prudente que o outro esteja disposto para ouvir e, principalmente, acolher; a ouvir sem julgar. Afinal quem fala está se expondo, contando sua história. Revelar quem você é, o que pensa e sente é fundamental para criar intimidade. E a recepção do outro nesse processo faz a diferença.

Existem situações em que uma pessoa desconhece seus próprios desejos e o que ama, porque não se dá o luxo de pensar ou porque bloqueou ou omitiu determinada situação de si mesma. Se você ocultar essas informações da sua própria vida, terá grandes chances de viver situações semelhantes.

Na clínica, atendo casais e sempre ouço frases surpresas do tipo: “por que você nunca me falou isso?; “ jura que você gosta disso?”; “nunca imaginei que você pensasse dessa forma, que tinha esses medos, dúvidas” etc. Em toda sessão, o casal acaba conhecendo um pouco mais do seu/sua parceiro(a), porque o foco de sessões desse tipo é desenvolver a comunicação da dupla, para chegar a outras esferas.

Sua capacidade de amar é proporcional à sua capacidade de dizer a verdade. Para viver o amor, precisamos nos expor, nos conectar com esse sentimento que nos fortalece e que, se mal administrado, pode nos derrubar.

Daqui 15 dias darei continuidade a esse assunto.

Enquanto isso, peço que você reflita sobre dois pontos:

  • Quem e como ensinou você a amar? Qual o padrão de amor você busca?
  • Você acredita no amor?

Beijos e boa semana,

Janaína Leão: Psicóloga e Coach

@psicologa_coach   |    janaina@janainaleao.com.br     |    www.janainaleao.com.br

,

IMPOSTO DE RENDA: o lado bom da declaração


21 • 05 • 2018
por Carol Rosa

Olá, tudo bem?

Todo mundo declarou o imposto de renda? Muitos não gostam, eu sei, mas tem um lado bom! Sempre sugiro que as pessoas aproveitem o clima da virada do ano para começar a organizar a casa. Mas como eu sei que nem todo mundo consegue e, muitas vezes, acaba passando. Está aqui a sua segunda chance! A maioria teve que tirar a papelada da gaveta para acertar as contas com o “Leão”. Então nada melhor do que aproveitar que está tudo à mão para organizar a parte de escritório. Que tal?

Fale o que for, muita gente não tem paciência para mexer nos documentos, contas, recibos do passado… vai guardando, guardando, guardando e, quando vê, tem papel de 10 anos atrás que já podia estar no lixo há muito tempo. Você ocupou espaço à toa e ainda deve ter ficado, em algum momento desse período, horas procurando um documento específico que precisava e, na bagunça, não achava.

E ainda tem mais… a falta de organização pode fazer com que uma pessoa pague a mesma conta duas vezes. Exemplo: ela paga, deixa em qualquer lugar e, depois, quando a encontra de novo, não lembra que aquela dívida já tinha sido quitada. Lá se vai mais tempo perdido tentando reverter a situação. O contrário também pode acontecer. As pessoas simplesmente esquecem de pagar. Elas acabam guardando a conta em algum lugar que não é o de costume e não se lembram que existe aquela pendência.

As dicas a seguir são, então, para evitar situações assim. Já adianto, de qualquer forma, que na organização de documentos a regra é a mesma que para roupas, calçados, brinquedos e alimentos: quanto mais separado e categorizado tudo estiver, mais fácil será localizar o que procura.

O que se deve guardar?

  • Documentos pessoais: guardar sempre.
  • Impostos e tributação: também não se joga fora.
  • Contas ou documentos trabalhistas: guardar por 5 anos.
  • Declaração de imposto de renda: 5 anos.
  • Manuais e garantias: enquanto fizer uso do produto.

Como guardar?

  • A dica, de novo, é semelhante à que dou para quem vai começar a organizar o closet. Por exemplo: retire tudo e coloque em uma mesa antes de arrumar. Assim, é possível visualizar o que tem e a quantidade do que tem. Facilita na hora de escolher como e onde alocar cada item.
  • Depois, é hora de começar a separar e dividir. De um lado, o que é conta, do outro o que é documento, o que é contrato, manual e por aí vai…
  • Na sequência, vale uma outra divisão entre o que é documento pessoal, documento de bens, contas pagas e contas a pagar. Por último, uma subdivisão com “apartamento”, por exemplo, onde estarão os papéis referentes a IPTU e condomínio. Depois, “carro”. E assim por diante.
  • Por último, coloca-se a papelada em saquinhos plásticos, ordenados por data. Para cada ano, um saquinho diferente. E então todos os saquinhos de um mesmo assunto dentro de uma pasta etiquetada como “Eletropaulo”, por exemplo, para que seja fácil localizá-la depois. Aí é só guardar, seja em gaveta, na prateleira, armário…

O importante é ir fazendo a “limpa” nos papéis anualmente. Assim, você evita acúmulos desnecessários e o processo de manutenção da organização fica cada vez mais fácil. É um hábito, acredite, que, depois que você pegar, não vai mais conseguir largar. Mas lembre-se: essa já é a segunda chamada do ano. Não deixe passar!

Até mês que vem!

Carol Rosa | Personal Organizer

carol@carolrosa.com.br

11 98899 9270 | 11 96060 6056

www.carolrosa.com.br

,

O que é Gratidão? Como praticá-la?


16 • 05 • 2018
por Luciana Panteleiciuc

Oi meninas, tudo bem?

O que é gratidão? Expressar gratidão é a melhor estratégia para alcançar a felicidade plenaGratidão é um antídoto contra emoções ruins, que ajuda a neutralizar a inveja, hostilidade, aborrecimentos e irritação. Praticar a gratidão é focar no agora, reconhecendo todas as conquistas que você já teve, para receber ainda mais.

De acordo com a lei da atração, que governa toda a energia em nosso universo, da formação de um átomo ao movimento dos planetas, “semelhante atrai semelhante”. A lei opera em seus pensamentos e sentimentos porque eles são energia também e, assim, o que quer que você pense, e seja lá o que você sente, você atrai para si.

Pare de reclamar!!!

Se você pensa “eu não gosto de meu trabalho”, “eu não tenho dinheiro suficiente”, “eu não consigo pagar minhas contas”, “eu não estou me saindo bem nisso”, é mais disso que você vai ter!

A gratidão funciona como uma espécie de blindagem para o indivíduo, mantendo os pensamentos protegidos de emoções consideradas negativas — como arrependimento, frustração, decepção, raiva e medo. Isso porque o ato de se sentir grata faz com que você valorize seus acertos, tirando o foco das falhas e tropeços cometidos ao longo da vida.

A neurociência explica que a felicidade está diretamente relacionada com a gratidão: o cérebro libera dopamina, um neurotransmissor que é responsável pela sensação de prazer.

A dopamina é o hormônio do prazer! É a substância que motiva as pessoas a irem em busca de seus objetivos e sonhos. Ela funciona como um ciclo de realização: quanto mais o indivíduo se sente feliz e realizado, mais seu organismo sente a necessidade de realizar outras metas.

Ela é também responsável por funções relacionadas à motivação, comportamento e atenção, e ainda por motivar e impulsionar o indivíduo para a ação!

Então vamos aprender muitas formas de praticar a gratidão!?

  1. Faça uma lista de 10 coisas pelas quais você é grata na sua vida. Escreva porque você é grata por cada uma delas. Leia a lista diariamente!
  2. Escreva, se lembrar, de tudo o que recebeu sem que precisasse gastar nenhum dinheiro. Agradeça cada lembrança.
  3. Relembre e escreva também ocasiões em que vendeu um produto ou serviço e foi pago por isso. Agradeça cada lembrança.
  4. Agradeça diariamente por TODO O DINHEIRO QUE JÁ RECEBEU AO LONGO DA VIDA.
  5. Agradeça cada situação aparentemente desfavorável que ocorreu durante o seu dia. Por que? Porque TUDO é para você aprender evoluir com isso.
  6. Agradeça sua comida toda vez que sentar para comer.
  7. Agradeça diariamente pelo menos 10 pessoas que prestaram algum serviço a você, dizendo-lhes obrigada.
  8. Ao acordar, agradeça por estar VIVA E COM SAÚDE! Você vai acordar muito mais disposta.
  9. Crie o hábito de ao acordar, agradecer 3 coisas da natureza. Pode ser o SOL, a ÁGUA, o AR, as ÁRVORES…
  10. Crie o hábito de ao acordar, agradecer a 5 órgãos do seu corpo…sua saúde…o fato de hoje você ter acordado…muitos não acordaram hoje…já pensou nisso?

Quando uma pessoa desenvolve a capacidade de se sentir grata pelas coisas que acontecem em sua vida, ela deixa de condicionar sua felicidade e bem-estar a acontecimentos específicos e a pessoas, passando a ter expectativas positivas a respeito da vida como um todo. E isso é LIBERTADOR!

Este trabalho de autoconhecimento e evolução que o coaching promove, libera seu potencial e te liberta de toda dor e sofrimento que você convive no seu dia-a-dia, mas isso é algo você pode aprender!

E saber que não conseguimos fazer isso sozinhas!

Se você quer ser feliz, se encontrar e fazer essa caminhada com mais FOCO, PRECISÃO e mais RÁPIDO, eu tenho um presente para você! Sim neste mês das Mães, vou te dar um presentão! Em MAIO, você vai fazer coaching e mudar sua VIDA!  💛😃

Um SUPER desconto e uma condição de pagamento de MÃE! 😍🌟💕 de presente!!!

Corra, pois as vagas são limitadas!!! Me mande um email AGORA!! contato@coachdemulheres.com.br   e peça mais informações

Um beijo

Lú Panteleiciuc ❤

* Luciana Panteleiciuc é master coach e mentora de Liderança Feminina, escritora e palestrante, possui uma carreira de mais de 30 anos como executiva desenvolvendo, gerindo e liderando pessoas. Graduada em Administração de Empresas pela FAAP com especialização em marketing, é formada em Coaching pelo Instituto Holos. É sócia-diretora da Binah Marketing, consultoria de desenvolvimento humano e marketing, além de ser responsável pelo site https://www.coachdemulheres.com.br/  e pelo canal no YouTube https://www.youtube.com/user/Lucianapanteleiciuc

IG: @coachdemulher | Fb: Coachdemulheres | Youtube: Canal Lucianapanteleiciuc

página 1 de 114