,

Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre A Velaterapia


16 • 03 • 2018
por Renata Souza

Oi, meninas! Como estão?

Nesta semana, vou falar sobre um dos tratamentos mais pedidos aqui do SpaDios, verdadeiro carro-chefe do salão, a Velaterapia, uma combinação entre a Vela, que vou explicar bastante, o Bordado – que é a técnica criada pela minha mãe, Deia Dios, para tirar as pontas duplas sem alterar o comprimento – e o tratamento multivitaminas, que eu sempre falo por aqui!

 A Vela é um procedimento antigo, que minha avó fazia em casa… Nem pense em tentar fazer sozinha, é super perigoso, já que se trata da chama da vela em contato com o cabelo. Tem que dominar a técnica, que é super específica.

POR QUE FAZER?

A Velaterapia é feita para aquele cabelo que não encorpa, que pode até começar grosso, mas vai afinando no comprimento e na ponta. É um cabelo poroso, pois o fio tem poucos nutrientes. A Vela desobstrui o fio, deixando ele pronto para absorver melhor as vitaminas e os nutrientes, ficando mais bonito e saudável.

 Donata Meirelles, diretora de estilo da Vogue, fazendo a Velaterapia

Minhas clientes costumam dizer que o dia que elas fazem esse tratamento é quando a escova fica mais bonita! Com a Vela e o Bordado, adeus pontas duplas! O cabelo fica mais forte, da raiz às pontas, de dentro para fora.

QUANDO FAZER?

Deve-se fazer a Velaterapia quando há muita quebra e/ou quando os fios estão muito quebradiços – muitas vezes por conta das agressões externas.

Daniella Novaes, modelo, fazendo a Velaterapia para interromper a quebra dos fios devido ao reflexo

QUEM DEVE FAZER?

A seguir, três casos clássicos! Veja se você se identifica com alguém…

1.     AGRESSORES EXTERNOS

Meninas como a Lala, Isabella Fiorentino e Preta Gil, assim como eu, tem um cabelo forte e saudável, nada poroso. Só que com o excesso de escova, reflexo, babyliss e chapinha, os fios vão ficando frágeis, afinando mesmo… É aí que entra a Velaterapia. E nesse caso, precisa ser feita de 3 em 3 meses (ou 4 dependendo) para manter e também ajudar a encorpar.

2.     QUESTÃO DE DNA

No caso da Maria Rudge, Donata, Thassia Naves e Isabeli Fontana é o contrário! Elas precisam fazer a Vela para encorpar o fio. Da Maria, por exemplo, o cabelo dela é finíssimo por natureza, está no DNA dela. Ela tem um cabelo com dificuldade de encorpar e com facilidade de se desfazer… Ela costuma fazer outros tratamentos semanalmente no SpaDios, mas quando os fios pedem, a Vela é a solução!

Antes, durante e depois da Maria Rudge após somente uma sessão de Velaterapia.

3.     COMBINADO DE AGRESSORES EXTERNOS COM DNA

O caso da Guisela, outra cliente top que eu adoro, ilustra bem quem tem os dois problemas acima. Ela tem cabelo super fino, tem luzes e ainda passa por algumas agressões externas, já que está numa fase de muita praia e o cabelo acaba ficando mais sensibilizado.

Meu irmão, Rafa Dios, cuida dos fios querida Guisela na unidade SpaDios Vila Nova Conceição e contou: “No caso dela, a Vela ajuda a encorpar, faz com que o cabelo cresça mais inteiro. Conforme o excesso de praia, luzes, trabalhos de modelo, os cabelos vão ressecando, começam a partir e vão afinando. Sendo assim, a Vela interrompe o afinamento da pontas.”

E aí, meninas, ficaram com mais alguma dúvida sobre a Velaterapia? Me mandem as perguntas no @resouza que vou adorar ajuda-las!

Beijos, Rê Souza

Siga no Instagram:
@resouza | @spadios

SpaDios
(11) 3079-9333
Rua Adolfo Tabacow, 173 – Itaim Bibi
www.spadios.com.br

Comente