,

Segundo trimestre da gestação (de 13 a 28 semanas)


19 • 06 • 2018
por Equipe Pink Fit

Oi meninas, tudo bem?

Dando continuidade à coluna de 16 de abril que abordava o primeiro trimestre da gestação e atividade física, hoje falaremos um pouco sobre o segundo trimestre da gestação, conhecida por muitos como a fase de lua de mel da gravidez. Chamada assim, porque geralmente os enjoos já cessaram, a barriga de grávida está bem aparente – comparado ao semestre anterior -, você tem mais disposição e, no finalzinho desse semestre, o bebê começa a se mexer e interagir mais com as mamães.

Porém, nem tudo nessa fase são flores. Há um retardamento gástrico pelo relaxamento da musculatura do trato intestinal que causa azia e diminui as secreções gástricas e evacuação. Além disso, os seios ficam mais sensíveis e a pele pode ficar hiperpigmentada, causando escurecimento de auréolas e melasmas faciais.

Devido ao aumento do tamanho da barriga, do bebê e do peso, tanto a postura quanto o equilíbrio ficam comprometidos. Assim, os exercícios mais trabalhados são aqueles que dão ênfase no fortalecimento do assoalho pélvico, abdômen (principalmente o transverso abdominal), paravertebrais e glúteos associados a correção postural.

Durante os exercícios, não é indicado fazer exercícios em decúbito ventral (barriga para baixo), por causa do desconforto, nem exercícios em decúbito dorsal (barriga para cima) por mais de quatro minutos. Se necessário, poderá ser utilizado um suporte para elevação de tronco, sempre tomando cuidado com a compressão da veia cava.

Como dito anteriormente, locais instáveis e com altitude devem ser evitados, pois há mudanças no equilíbrio da gestante. Por isso, recomenda-se mudar de posição de forma mais lenta e segura.

Sem falar, na maior exigência cardiorrespiratória. O coração precisa trabalhar duas vezes mais para bombear mais de seis litros por minuto, com aporte sanguíneo 50% maior para o úteros e 25% maior para os rins. Por isso, recomenda-se realizar exercícios cardiovasculares e de força, mas que estejam dentro de uma frequência cardíaca segura, ou seja, em torno de 140 batimentos por minutos.

Outro ponto importante para se ressaltar são os exercícios de abdominais, que em alguns casos, não se realiza flexões torácicas por conta do aumento de diástase que atinge duas a cada três gestantes.

Por todas estas restrições, o melhor é você treinar com um profissional de educação física que entenda de treinamento físico para gestante. Nós, da Pink Fit Training, queremos que você tenha o máximo dos benefícios do exercício físico com total segurança, para que você passe da melhor foma por esta fase tão maravilhosa pra você e seu bebê.

Beijos

Equipe Pink Fit

Contato @pinkfittraining | www.pinkfit.com.br | contato@pinkfit.com.br| Tel.: (11) 98274-3422

Comente