,

Saiba quais as causas das olheiras e como tratá-las


23 • 02 • 2017
por Clarissa Rittes

Olá meninas,

Conforme o combinado, hoje a coluna será sobre o tema escolhido por vocês, DARK CIRCLES, ou seja, olheiras. Primeiramente, antes de tratar as olheiras é preciso diagnosticar sua causa e para isso, é essencial a consulta médica feita pelo dermatologista. Depois de diagnosticada, iniciamos os tratamentos.

Olheiras: como tratá-las

As principais causas de olheiras são:

1) sulco lacrimal profundo

2) vasos embaixo da pele

3) melanina acumulada na pele

4) flacidez

5) bolsas de gordura

Muitas vezes existe mais de uma causa, como presença de sulco profundo, vasos e flacidez, tudo junto. Neste caso, é preciso tratá-las uma de cada vez até a resolução completa do problema.

O sulco lacrimal profundo se manifesta com uma diferença de relevo embaixo dos olhos, dando um aspecto de cansaço e formando uma sombra. A melhor forma de tratamento consiste no preenchimento com ácido hialurônico. Quando injetado no plano correto, esse procedimento acaba com a diferença de relevo, tirando a “linha” profunda embaixo dos olhos, melhorando imediatamente o aspecto e acabando com a sombra. Esse método é feito em consultório e o tempo de duração depende do produto injetado (existem diversos tipos de ácidos hialurônicos, com densidades diferentes e duram entre 4 meses a 2 anos).

Em relação aos vasos, eles se manifestam com coloração rosa arroxeada ou muito roxa, escurecendo a região. Por estarem profundos, não respondem a cremes, a melhor opção é alternar luz pulsada e laser de neodímio, assim conseguimos atingir vasos pequenos e superficiais, e também grandes e profundos. Muito cuidado, essa região é muito sensível e a escolha da energia e aparelho inadequados, pode causar queimaduras e cicatrizes. Apenas dermatologistas muito treinados tem capacidade de tratar os vasos de forma segura.

Já o pigmento de melanina, que dá coloração marrom na pele, podemos associar luz pulsada, peelings e clareadores. A concentração dos ativos clareadores e peelings deve ser escolhida pelo dermato com muito cuidado pois a região também é muito sensível. A flacidez dependendo do grau deve ser tratada com laser fracionado, resurfacing ou radiofrequência. O número de sessões e melhor opção depende do grau da flacidez, idade e tom da pele. O craquelado causado pela flacidez piora muito o aspecto das olheiras, pois além de envelhecer, concentra o pigmento.

E por fim, as bolsas de gordura podem ser resolvidas com injeção de substâncias que causam a morte das células gordurosas. Essas injeções variam entre 3 a 6 sessões, uma vez ao mês, e a gordura vai sendo destruída camada por camada. Existem também aparelhos de radiofrequência que melhoram a pele, “empurrando” a bolsa para trás e agem também na gordura superficial. Além disso, as bolsas podem ser removidas cirurgicamente.

A melhor indicação para cada caso depende de alguns fatores, por isso, não existe “receita de bolo”, cada caso tem sua prescrição, por isso é essencial consultar seu dermatologista para saber qual o melhor tratamento para você. Espero que tenham gostado!

Beijos e até a próxima coluna, Clarissa Rittes.

Comente