, , ,

Sobre Treinos, Exercícios e Disciplina


08 • 03 • 2017
por Gisela Saback

Oi meninas,

Agora que o carnaval acabou, nossa vida entra no eixo e com foco total, por isso estou de volta para falarmos um pouco sobre treinos e exercícios.

Muitas amigas me perguntam como consigo acordar tão cedo e ter disciplina para não faltar na academia. Além da minha predisposição para esportes em geral, pois encaro como um prazer e não obrigação, acredito que seja uma questão de hábito.

A meu ver, o “pulo do gato” é achar um horário e uma atividade ideais para você. Não adianta levantar cedo na segunda-feira, fazer musculação, corrida, bike, mas sustentar isso por apenas duas semanas. Exercício físico tem que fazer parte da rotina e precisa ser prazeroso.

Lembrem que a eficácia do treino nem sempre está no tempo de duração do mesmo. Uma hora do seu dia é mais do que suficiente para realizar um treino completo. Seja de ballet, luta, corrida, musculação, ou uma combinação de algumas dessas práticas.

Já fiz de tudo, de natação a Muay Thai. Atualmente, meu treino é idealizado pelo personal, James Melo, porém o executo sozinha. Ele monta uma periodização completa a cada um ou dois meses. São cinco treinos – de A à E, um para cada dia da semana, de preferência treinos rápidos, porém dinâmicos e completos.

Treino A:
Perna (Quadríceps / Glúteo) – Abdominal + 20 ou 30 minutos de aeróbio

Treino B:
Peito + Bíceps (Bi-Set) + Aula de Spinning + Aula de Abdômen

Treino C:
Glúteo + Abdução / Adução – Abdominal + 30 minutos de aeróbio

Treino D:
Costas + Tríceps (Bi Set) – Hiperextensão + Aula de Spinning + Aula de Abdômen

Treino E:
Perna (Foco Isqueo / Glúteo / Quadríceps)- Ombros – Abdominal + 20 ou 30 minutos de aeróbio

Final de semana: Livre, mas normalmente opto por corrida. Gosto também das aulas de bike indoor, porém quando meu corpo pede descanso, eu respeito.

Amo aeróbio e não abro mão de fazer. Dá aquela sensação de missão cumprida, sabe? Como agora quero ganhar um pouco mais de massa magra e me conscientizei da importância da musculação, estou diminuindo a intensidade do aeróbio nos dias de treino de inferiores. 20 minutos de escada moderada já são suficientes.

Segundo o James, a musculação e o aeróbio são muito importantes para a qualidade dos resultados, porém o ideal é fazer o aeróbio depois da musculação, para não atrapalhar o treino, já que esse é o nosso maior foco.

Quando os resultados aparecem? Exercício e dieta não andam sozinhos. Uma vez que nos conscientizamos que juntos eles fazem a diferença, a coisa muda. Além disso, levar o exercício a serio é fundamental. Musculação tem que ser feita corretamente. Quando tiver dúvidas, pergunte, sinta seu corpo, coluna, postura é essencial. Respeite os intervalos de descanso entre exercícios, esqueça o celular nesse período, use-o apenas para colocar uma playlist bombada, que vai te dar “pique total”.

Mesmo tendo boa consciência corporal e já praticar exercícios físicos há muitos anos, sempre contei com profissionais especializados, como o James e o Erico Ileck – meu professor de Spinning e Abdômen, que me auxiliam, tiram dúvidas, me motivam diariamente e trazem dinamismo para minha rotina de treinos. Além de admirar muito o trabalho de cada um deles, posso garantir que o acompanhamento destes profissionais faz toda a diferença.

Há três anos meu percentual de gordura era 20% e hoje estou com 10%! A diferença vem com o tempo, aos poucos. Não existe fórmula secreta, apenas muita dedicação, foco, disciplina e PACIÊNCIA!

E então? Que tal começar um novo hábito? Um novo projeto com foco total?

Beijocas, Gi.

,

Ombré Lips: Tendência de Verão que fica pro Inverno


02 • 03 • 2017
por Rosman Braz Make and Hair

O ano vai realmente começar! Hahahaha

Gente, como não se encantar com a delícia que são as festas de janeiro e a folia que invade fevereiro? Amo muito, mas confesso que também adoro quando o carnaval passa e a vida segue o seu rumo com projetos a mil acontecendo.

Viemos de uma temporada em que a maquiagem foi utilizada com produções repletas de brilho, tendo o iluminador como protagonista e o glitter bombando como nunca se viu.

Agora, entramos em um preview de inverno e quando falamos nesta estação, a tendência é que se aposte em cores mais neutras. No entanto, uma tática recorrente ao verão vai ficar pro inverno: o ombré lips que nada mais é do que a arte de fazer um degradê de tons nos lábios, fazendo uso de dois batons que tenham suas cores pertencentes a uma mesma cartela para render um efeito harmônico à produção.

Ombré LipsOmbré Lips

Eu acho chique quando se faz o ombré lips com vermelho e vinho ou até mesmo pêssego e rosa. A ideia é ousar sem perder a linha. Essa mescla surgiu há um bom tempo e ficou conhecida nas passarelas da Miu Miu e Dior em meados de 2012.

De lá pra cá, ela vai e vem, só que era muito relacionada às produções conceituais de editoriais ou desfiles. Porém, atualmente está mais clean e pode ser perfeitamente incorporada em uma festa ou evento que você queira causar na medida do “menos é mais”.

Ombré Lips

Ombré Lips

Se você quiser chamar atenção para a boca, essa é a técnica ideal. Ainda mais para aquelas que possuem lábios finos, pois a produção transmite uma sensação de amplitude à região.

Para conseguir o efeito não há grandes truques, o degradê precisa vir de fora para dentro e você o conquista com a ajuda de um lápis, passando a cor mais forte nas extremidades dos lábios e esfumando a região com um pincel de boca, no meio introduza a cor mais clara e pronto! Tá tipo deusa!

Como fazer ombré lips

Ombré lips

Espero que tenham curtido a dica e qualquer dúvida comentem neste post que eu respondo, ok meninas?!

Um mega beijo, Rosman.

,

Saiba quais as causas das olheiras e como tratá-las


23 • 02 • 2017
por Clarissa Rittes

Olá meninas,

Conforme o combinado, hoje a coluna será sobre o tema escolhido por vocês, DARK CIRCLES, ou seja, olheiras. Primeiramente, antes de tratar as olheiras é preciso diagnosticar sua causa e para isso, é essencial a consulta médica feita pelo dermatologista. Depois de diagnosticada, iniciamos os tratamentos.

Olheiras: como tratá-las

As principais causas de olheiras são:

1) sulco lacrimal profundo

2) vasos embaixo da pele

3) melanina acumulada na pele

4) flacidez

5) bolsas de gordura

Muitas vezes existe mais de uma causa, como presença de sulco profundo, vasos e flacidez, tudo junto. Neste caso, é preciso tratá-las uma de cada vez até a resolução completa do problema.

O sulco lacrimal profundo se manifesta com uma diferença de relevo embaixo dos olhos, dando um aspecto de cansaço e formando uma sombra. A melhor forma de tratamento consiste no preenchimento com ácido hialurônico. Quando injetado no plano correto, esse procedimento acaba com a diferença de relevo, tirando a “linha” profunda embaixo dos olhos, melhorando imediatamente o aspecto e acabando com a sombra. Esse método é feito em consultório e o tempo de duração depende do produto injetado (existem diversos tipos de ácidos hialurônicos, com densidades diferentes e duram entre 4 meses a 2 anos).

Em relação aos vasos, eles se manifestam com coloração rosa arroxeada ou muito roxa, escurecendo a região. Por estarem profundos, não respondem a cremes, a melhor opção é alternar luz pulsada e laser de neodímio, assim conseguimos atingir vasos pequenos e superficiais, e também grandes e profundos. Muito cuidado, essa região é muito sensível e a escolha da energia e aparelho inadequados, pode causar queimaduras e cicatrizes. Apenas dermatologistas muito treinados tem capacidade de tratar os vasos de forma segura.

Já o pigmento de melanina, que dá coloração marrom na pele, podemos associar luz pulsada, peelings e clareadores. A concentração dos ativos clareadores e peelings deve ser escolhida pelo dermato com muito cuidado pois a região também é muito sensível. A flacidez dependendo do grau deve ser tratada com laser fracionado, resurfacing ou radiofrequência. O número de sessões e melhor opção depende do grau da flacidez, idade e tom da pele. O craquelado causado pela flacidez piora muito o aspecto das olheiras, pois além de envelhecer, concentra o pigmento.

E por fim, as bolsas de gordura podem ser resolvidas com injeção de substâncias que causam a morte das células gordurosas. Essas injeções variam entre 3 a 6 sessões, uma vez ao mês, e a gordura vai sendo destruída camada por camada. Existem também aparelhos de radiofrequência que melhoram a pele, “empurrando” a bolsa para trás e agem também na gordura superficial. Além disso, as bolsas podem ser removidas cirurgicamente.

A melhor indicação para cada caso depende de alguns fatores, por isso, não existe “receita de bolo”, cada caso tem sua prescrição, por isso é essencial consultar seu dermatologista para saber qual o melhor tratamento para você. Espero que tenham gostado!

Beijos e até a próxima coluna, Clarissa Rittes.

página 5 de 72