Todos os artigos por Equipe Pink Fit

,

Exercício Físico no Parque


22 • 11 • 2017
por Equipe Pink Fit

Oi meninas, tudo bem?

Na cidade de São Paulo temos mais de 100 parques que contam com áreas verdes e infraestrutura adequada para a prática de atividade física. Nestes locais, podem ser realizados diversas modalidades de exercícios físicos. Além de sair um pouco da rotina e curtir os amigos, você se exercita, relaxa e ainda fica em contato com a natureza.

 Entre algumas possíveis atividades, podemos mencionar:

  • Exercícios livres, com o peso do próprio corpo.
    Ex.: abdominais, flexão de braço, afundo, elevação de quadril
  • Utilizando banco
    Ex.: agachamento com saltos, tríceps banco, agachamento búlgaro.
  • Barras de exercícios / aparelhos do próprio parque
    Ex.: Barra com puxada aberta, Barra com puxada fechada, parada de mão.
  • Práticas corporais
    Ex.: Alongamentos, exercícios de MAT pilates, YOGA, artes marciais
  • Exercício cardiovasculares
    Ex.: Andar de bicicleta, correr, subir escadas e ladeiras, jogos coletivos (porque alguns tem quadra poliesportiva)

Respire um pouco de ar livre. Saia da rotina! A PinkFit Training realiza alguns eventos de treinamento funcional com alunas e convidados para proporcionar novas experiências que nos reconecte com o meio ambiente. Além disso, este conceito de atividade física ainda mantem um alto gasto calórico com a supervisão de profissionais especializados em biomecânica. Tudo para que você possa vivenciar os exercícios de forma única e com muita energia envolvida.

Você pode formar um grupo de amigas e marcar uma aula com nossa equipe no parque de sua preferência.

Beijos
Equipe Pink Fit

Contato @pinkfittraining | www.pinkfit.com.br | contato@pinkfit.com.br| Tel.: (11) 98274-3422

,

Fique linda para treinar


06 • 11 • 2017
por Equipe Pink Fit

Oi meninas, tudo bem?

Hoje abordaremos um tema um pouco incomum quando se fala em atividade físcia: os cabelos. Os treinos acontecem em sua maioria pela manhã, logo ao acordar, ou final do dia, quando já trabalhamos o dia todo e estamos praticamente descabeladas, certo?!

Um dos penteados mais antigos e presentes em diversas culturas, a trança, é sinônimo de cuidado, tanto com você mesma , quanto com quem gostamos e penteamos, trançamos os cabelos. Muito democrática, a trança fica bem em todos e salva nossos dias quando o cabelo não está do jeito que gostaríamos. Além de dar um ar mais arrumadinho, possui muitas variações, desde as mais complexas e sofisticadas até aquelas mais simples e fáceis .Todas lindas!!

Na hora de treinar, as tranças são muito úteis porque tiram os cabelos dos olhos e não deixam os fios em contato direto com o corpo, consequentemente, com o suor. Para quem tem franja, a trança na parte da frente diminui ainda o volume dos fios soltos e ainda deixa seu look mais feminino e romântico, contrastando com os treinos pesados que você deve fazer.

Nossa aluna sempre arrasa nos penteados com tranças

Espero que tenham gostado da dica de hoje.

Um beijo

Equipe Pink Fit

Contato @pinkfittraining | www.pinkfit.com.br | contato@pinkfit.com.br| Tel.: (11) 98274-3422

,

Hérnia de disco


23 • 10 • 2017
por Equipe Pink Fit

Olá meninas, tudo bem?

O texto é da professora Tayna Santos.

A hérnia de disco ocorre por conta de cargas compressivas ou cisalhamento causados por movimentos bruscos ou repentino que deslocam o núcleo pulposo (material de consistência gelatinosa que fica dentro dos discos vertebrais) e ultrapassa o anel fibroso, atingindo a placa terminal vertebral ou rompendo esta placa (hérnia extrusa ou sequestrada), podendo ser posterior (como na maioria dos casos) ou anterior.

O problema é que esta hérnia comprime excessivamente a raiz nervosa dos discos entre as vértebras, causando dormência, formigamentos ou fraqueza nos membros aferentes, além da dor proveniente do processo inflamatório, devido à presença de macrófagos, leucócitos que regeneram a área atingida. Entretanto, se engana quem acha que a hérnia de disco surge apenas a partir do episódio de travamento. Ela é resultado de uma série de acontecimentos e descuidados com a saúde no decorrer da vida, como fraqueza muscular, falta de postura correta, sedentarismo, falta de hidratação, fraqueza óssea e pouca mobilidade articular.

Os movimentos que devem ser evitados dependem do posicionamento da hérnia e mudam de indivíduo para indivíduo. Normalmente, como a maioria das hérnias são posteriores, os exercícios de flexão da coluna e aqueles associados a rotações não são os mais recomendados. Por este motivo, é necessário ter um profissional de educação física qualificado para atender casos de hérnia de disco, de acordo com a especificidade do aluno associados aos conhecimentos prévios da anatomia da coluna, de biomecânica e do mecanismo de lesão. Desta forma, o tratamento pela atividade física será muito mais eficaz. Porque o problema não é só a hérnia, mas os efeitos colaterais do repouso:

  • Atrofia muscular de 1 a 1,5% de perda de massa óssea por dia;
  • Descondicionamento cardiopulmonar com até 15% em 10 dias;
  • Desmineralização óssea;
  • Risco de trombolismo;
  • Efeitos psicossociais;
  • A hérnia de disco também prejudica o sistema de controle neural pela diminuição da perfusão cerebral, pois há um bloqueio de sangue e do líquido cefalorraquidiano que diminuem a atenção, foco, memória e tomada de decisão. Por isso, é preciso um profissional qualificado para saber o tipo de alongamentos certo para não diminuir a vascularização do nervo e prejudicar o controle neural.

Voltar a fazer exercício físico é fundamental para sua saúde, pois se o disco desidrata ou se desloca muito, todo o envolto fica prejudicado, causando instabilidade que geram mais lesões e fraqueza nos músculos e ligamentos.

Outro problema é o efeito “creep” que ocorre quando ficamos mais de duas horas em uma mesma posição (na maioria dos casos, seria o sentado com flexão lombar) e quando é solicitado um movimento diferente do costume, há uma certa resistência para realizar outro movimento, causando dores, porém diferente da dor acusada pela hérnia. Entretanto, para o indivíduo, essa dor não é identificado como diferente, logo ele entra em um padrão de movimento errado ou para de fazer exercício. Ou seja, o ideal seria trabalhar exercícios de retreinamento para ativar a musculatura profunda e estabilizadora pela correção postural, além de tratar a mobilidade para não piorar o caso e desenvolver disfunções. Além disso, procuramos sempre conscientizar o aluno sobre a importância da mudança de hábito, evitando a síndrome da postura errada através da prática da atividade física orientada para o seu tipo de caso e esquivando-se, assim, de todos os problemas associados a hérnia de disco e a falta de exercício físico.

Nossas professoras da Pink Fit estão capacitaras para trabalhar também com pessoas com hérnia de disco.

Beijos,

Equipe Pink Fit

Contato @pinkfittraining | www.pinkfit.com.br | contato@pinkfit.com.br| Tel.: (11) 98274-3422

página 1 de 13