Todos os artigos por Gisela Saback

,

Alimentação: mudança de hábito através das melhores escolhas


21 • 02 • 2017
por Gisela Saback

Oi meninas!

Agora que vocês já sabem um pouquinho mais sobre mim, vamos começar a falar de um dos assuntos mais polêmicos e gostosos (rs) dos últimos tempos?

ALIMENTAÇÃO! Quando falo de alimentação, não estou me referindo a dietas específicas ou o que vai te engordar/ emagrecer. Lembrem-se, não sou nutricionista e minha intenção aqui não é passar fórmulas secretas, adoraria, mas acreditem, não existe mágica. O que podemos fazer para iniciarmos essa nossa jornada do blog com todo o engajamento, é começarmos a fazer melhores escolhas. Às vezes parece bobagem, mas é a partir de pequenas mudanças, que grandes transformações acontecem, comigo foi assim!

Costumo dizer que eu não faço dieta, eu vivo dieta e acho que todo mundo é capaz de ser mais saudável e chegar ao peso desejado a partir do momento que começa a fazer melhores escolhas alimentares, sem neura, sem remédio, apenas com consciência, vontade, determinação e uma consequente mudança de hábito.

Alimentação: mudança de hábito através das melhores escolhas

Comer é prazer, é confraternizar, é cultura. Acredito que seja um dos rituais mais prazerosos que existem, não acham? Não podemos ser vítimas de dietas em prol de um corpo perfeito, temos apenas que saber comer, comer com cautela, comer com a alma e com o coração e não com ansiedade ou gula, sem propósito.

Vejo pessoas aprisionadas a dietas insustentáveis, sofrendo por ter que comer algo que não gosta, quando na verdade, a principal chave para um emagrecimento saudável e duradouro, começa a partir de pequenas mudanças de comportamento e hábitos, que só dependem de nós. São substituições que qualquer um pode fazer e que certamente farão toda a diferença no longo prazo. Nunca é tarde para começar, meninas!

Café da manhã saudável

Abaixo, vou listar alguns exemplos de substituições que podem ser o começo de um caminho sem volta para aqueles que desejam ter mais saúde e qualidade de vida. Vamos tentar?

  • Pão francês com manteiga ou requeijão? Porque não uma tapioca com cottage ou omelete com queijo branco? Uma opção de pão é ser 100% integral. Leiam o rótulo, o primeiro ingrediente tem que ser farinha de trigo integral e não adianta ser farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, ok?
  • O leite integral com Nescau pode ser substituído por leite desnatado ou leite vegetal (de castanha, arroz, amêndoas), porém porque não batidos com uma fruta? Nescau é puro açúcar.
  • Evite frituras. Consuma alimentos assados, cozidos ou grelhados.
  • Opte por alimentos integrais e ricos em fibras. Substitua a farinha branca por farinha integral, farinhas de arroz, de amêndoas ou de coco.
  • Aquele macarrão convencional pode ser substituído por um delicioso Spaghetti de pupunha ou abobrinha, já tentaram? Outra opção são os integrais, mas assim como o pão, atenção ao rotulo, a farinha precisa ser de trigo integral e não optem por aquelas que contenham açúcar na composição, acreditem, até o macarrão leva açúcar. Existem ainda opções de massas feitas com grão de bico ou beterraba que são super gostosas e saudáveis. Vale experimentar!
  • Substitua batata inglesa por carboidratos de baixo índice glicêmico como batata doce, abóbora, mandioquinha, mandioca, inhame (esses sim, não tem glúten, não tem conservante, não tem mimimi).
  • Trocar a carne vermelha por carnes brancas (peixe ou frango) pelo menos 3x na semana. Quando comer carne vermelha, opte por cortes magros como alcatras, filé mignon e patinho.
  • Refrigerantes já deveriam ter sido isentos da alimentação de todas faz tempo, não é meninas? Nossa saúde e as celulites agradecem!
  • Não sou a favor de sucos durante as refeições. No processo de preparo, as fibras das frutas são perdidas e para fazer 1 copo de suco é necessário mais de uma fruta, às vezes 4 de uma só vez, portanto, acho mais interessante comer a própria fruta (minha opinião). Minha sugestão para quem não consegue ficar sem bebida durante as refeições é consumir água mineral com limão espremido e gelo. Fica uma delícia!
  • Substituir sal normal por sal marinho ou sal rosa do himalaia. Eu praticamente não sinto falta do sal em minhas refeições, prefiro temperos como pimenta do reino, alecrim, manjericão, orégano, tem uma infinidade, porque não abusar deles e diminuir o sal, que contém tanto sódio?
  • Evite sobremesa durante a semana, porém quando consumir, as frutas são sempre uma ótima opção. Opte pelas de baixo índice glicêmico: Abacaxi, melão, kiwi, melancia. Para as chocólatras de plantão, um pedacinho de chocolate 70% Cacau está ótimo. Lembrem-se que tudo é uma questão de hábito. Hoje eu como o chocolate 100% Cacau, mas já achei impossível comê-lo por ser muito amargo!
  • Vocês já tentaram ficar pelo menos 1 semana sem adoçar o café para sentir o seu verdadeiro gosto? Fiz o teste há alguns meses e vicie, hoje não sinto a menor necessidade de adoça-lo. Experimentem!
  • Para as formigas de plantão, o açúcar pode ser substituído por açúcar de coco, demerara ou mascavo. Adoçante artificial eu prefiro Stevia ou Xilitol.
  • Evitem industrializados. Usem e abusem dos legumes e vegetais. Quanto mais natural o alimento, melhor. Mas cuidado com os molhos das saladas hein!? Alguns são verdadeiras bombas calóricas! Uma sugestão legal de molho é misturar limão, azeite de oliva, mostarda (sem açúcar) e um fio de mel. Castanhas trituradas e queijos magros tornam a salada mais palatável para quem ainda não tem o hábito. Porque não tentar?
  • Lanchinhos da tarde, pré e pós-treino geram grandes dúvidas, falaremos deles mais adiante, ok? A minha dica agora é sobre os lanchinhos. Combinem carboidrato e proteína ou carboidrato e gordura boa, assim não gera aumento de açúcar no sangue e consequentemente picos de insulina.

Sugestões: Iogurte com fruta, fruta com mix de castanhas, bolachinhas de arroz com cottage, mingau de aveia com claras de ovos, existem várias opções práticas, gostosas e saudáveis.  Um alerta sobre a escolha do iogurte, que eu AMO e consumo bastante: Escolham aqueles sem açúcar e que contenham o mínimo de ingredientes possíveis. Ele só precisa ter leite e fermento lácteo.

Alimentação

  • Beber MUITA água sempre! Pelo menos 2 litros por dia!! Ajudam a reduzir retenção hídrica e faz toda a diferença no intestino, pele e organismo como um todo.

Segundo a minha endócrino, que sempre me acompanha e tira todas as minhas dúvidas de alimentação, Dra. Patricia Salles, o emagrecimento é difícil porque envolve mudar hábitos, sendo que apenas 10% das pessoas conseguem essa mudança de hábitos. Não queremos fazer parte desses 90%, não é mesmo?  Comecei assim, fazendo substituições, desenvolvendo novos hábitos para o meu paladar e hoje, sou feliz comendo da forma mais simples e saudável possível.

Minha preferência é por “comida de verdade”, vulgo, sem industrializados! Frutas, verduras, tubérculos, proteínas magras. Não tem segredo. Não sou extremista e amo barrinhas, tomo Whey protein, como bolachas de arroz e adoooro todos os produtinhos saudáveis lançados no mercado, que incrementam a nossa alimentação e facilitam a vida na correria do dia a dia, mas priorizo, pelo menos nas principais refeições, me alimentar desta forma, com comida de verdade.

Alimentação saudável

Já temos consciência dos alimentos maléficos para nós, assim como sabemos que o grande segredo é ter equilíbrio sempre. Qualquer alimento em excesso engorda e faz mal. Não precisamos ser radicais para ser saudáveis, as escolhas precisam ser simples e conscientes. Leiam os rótulos, se preocupe com os ingredientes contidos nos produtos, tenham consciência dos benefícios que o alimento traz, façam pratos coloridos e com vida, que vão te dar prazer em comer. Acreditem na frase “você é o que você come” e procurem ser melhores sempre!

Beijos, Gi

,

Quem sou eu?! A nova colunista do blog!


14 • 02 • 2017
por Gisela Saback

Bom dia, meninas!

Depois de uma conversa com a Lala em um dos nossos almoços, surgiu a ideia de criarmos um espaço no blog para falarmos um pouco sobre vida e hábitos saudáveis! Antes de qualquer coisa, é importante ressaltar que eu não sou nutricionista e nem educadora física, sou apenas amante do esporte e da alimentação saudável e prezo por um estilo de vida reflexo dessas duas paixões.

Meu nome é Gisela Saback, sou baiana (metade paulista) e arquiteta. Tenho 28 anos, peso 49 kg com 1,70 de altura. Magrela? Sim! Já sofri bullying por ter a perna muito fina, o que sempre me tornou um pouco desengonçada.

Sempre fui aquela “falsa magra”, achava que se comesse muito, engordaria por igual (principalmente pernas e bumbum), mas toda a gordura do meu corpo se concentrava na barriga – Barriga, o mal da humanidade.

Sempre amei esportes e, quando criança, era tipo o menino do “Mãe, quero brócolis”! Comia ervilha ao invés de pipoca para ver filme na televisão!

As pessoas me achavam magra, mas a falta de simetria do meu corpo me incomodava muito e eu não me sentia bem comigo mesma. O meu processo foi bastante lento, até porque sempre me alimentei bem, porém sem consciência. Tudo mudou quando procurei conhecer e entender melhor os alimentos (sou curiosa mesmo e “futuco” tudo).

Como eles se classificam, de onde vêm e quais os benefícios/malefícios trazidos para nossa saúde. A partir dai entendi que eu era agente do meu corpo e, principalmente, da minha alma. Passei a conhecer e escutar meu corpo e claro, suar muito a camisa para alcançar meus objetivos. Fácil nunca será, mas com o tempo descobrimos que a chave para o sucesso chama-se EQUILÍBRIO.

Gisela Saback | Blog Lala Rudge

Amo minha rotina alimentar e de exercícios. Treino de segunda a segunda, falto apenas quando meu corpo pede ou imprevistos. Tenho prazer em acordar 5h30 da manhã todos os dias, até porque trabalho o dia inteiro. Como tudo na vida, é preciso ter disciplina e determinação para desenvolver o hábito. No começo é difícil, mas depois que acostumamos e os resultados começam a aparecer, não somente no corpo, mas principalmente na mente, disposição, humor, torna-se um processo natural e prazeroso.

Apesar de estar feliz com meus resultados, não atingi o corpo dos sonhos. Tenho dificuldade em ganhar massa muscular e meu gasto energético é alto. Ainda tenho déficits de alimentação, muitas barreiras para vencer e descobertas a fazer e que podemos fazer juntas! Meu objetivo aqui é inspirar e incentivar mudanças de hábitos, por menores que sejam, para que todas passem a ter mais saúde e qualidade de vida.

Gisela Saback | Blog Lala Rudge

Nos próximos posts, vou contar um pouquinho mais sobre a minha rotina, hábitos, questionamentos, treinos e quero ouvir todas as dúvidas e feedback de vocês também!

Super Beijo, Gi.

página 3 de 3